BENJAMIN FULFORD – “ANTES DA SUA DERROTA FINAL, A MÁFIA KHAZARIANA FARÁ TENTATIVAS DE CRIAR UMA GUERRA. O QUE NÃO SERÁ PERMITIDO!” – 12.06.2017

 

Aviso aos leitores.
Tendo em vista que estarei fora da rede, em Bougainville, esta semana, este relatório foi escrito com três dias de antecedência em relação ao habitual e, portanto, não conterá todas as últimas notícias.
No entanto, como compensação, deverá haver muitas coisas interessantes de Bougainville, para serem relatadas na próxima semana.
A máfia khazariana, ainda incapaz de compreender sua histórica derrota em andamento, está freneticamente, mais uma vez, tentando iniciar uma 3ª Guerra Mundial, concordam várias fontes. Ela que governou a humanidade, ou pelo menos o Ocidente, durante milhares de anos, ainda continua apegada ao poder no Japão, Israel, Arábia Saudita, partes da Europa e numa seção da elite de poder dos EUA. No entanto, o equilíbrio do poder mundial agora se pôs decisivamente contra ela. É por isso que, nesse enfrentamento da derrota final, estará muito propensa para tentar iniciar uma Terceira Guerra Mundial na Ucrânia, no Oriente Médio ou na Coréia do Norte, a fim de tentar manter seu poder e levar a cabo seu plano para eliminar 90% da humanidade. (O que sabemos, não será permitido)
Ela, também se apega à ilusão de que de alguma forma conseguirá remover o presidente dos EUA, Donald Trump, do poder e, assim, restabelecer seu controle sobre o complexo industrial militar. O vácuo de poder em Washington DC, na semana passada, se tornou evidente quando o diretor do FBI, James Comey, não só falhou em fornecer provas do impeachment contra o Trump, bem como, também, incriminou a ele e ao establishment do Partido Democrata. Comey fez isso ao testemunhar que Obama era procurador-geral e que Loretta Lynch, pediu para ele para mentir sobre o fato de que Hillary Clinton estava sujeita a uma investigação criminal.
Comey, também, forneceu munições para as pessoas que dizem que os khazarianos nem sequer são humanos ao dizer que teve “muitas conversas com humanos ao longo dos anos”.
Além disso, seu testemunho, mais uma vez, revelou ao público que a máfia khazariana controla meios de comunicação como o New York Times para publicar mentiras definitivas, neste caso sobre a chamada interferência russa na eleição presidencial dos EUA.
Também, a mídia corporativa khazariana mostrou o quão completamente insensata se tornou, ao escrever, com toda  aparente seriedade, artigos sobre o chamado vazamento da NSA com o nome de “Reality Leigh Winner”. “Reality Lie Winner”, sem dúvida, ganhou um concurso dentro da NSA para produzir a mais ultrajante historia de notícias falsas.
Não é de admirar que apenas 6% dos americanos confiem na mídia corporativa.
O lema do Mossad, “por meio da decepção, faremos guerra”, não conseguiu levar em conta a história do menino que gritava, “olha o lobo!”. Mentiram e enganaram tanto que ninguém mais acredita neles.
É por isso que seus eventos de falsa bandeira estão começando a falhar imediatamente após suas ocorrências, apesar de linhas históricas cada vez mais histéricas.
Na eleição do Reino Unido, em Londres, os ataques de falsa bandeira tiveram o oposto do efeito pretendido, afastando os eleitores da primeira-ministra conservadora Theresa May e que, agora, está sendo forçada a recorrer ao Partido Criacionista Fundamentalista para se manter no poder e que a mídia da máfia khazariana está tentando retratá-la como uma vitória contra a Brexit. No entanto, o adversário de May, o líder trabalhista Jeremy Corbyn, teve uma cobertura negativa de 75% pela mesma mídia khazariana, pelo fato de apoiar coisas como a verdade sobre o 11/09.
O povo anglo-saxão se revoltou contra o domínio da máfia khazariana.
Os khazarianos estão se enganando se acham que matar Donald Trump irá acabar com essa revolta. A Inteligência Naval dos EUA informa que um assassino de alto nível chamado Charles McCarry e sua Corporação Internacional Pluribus firmaram um contrato de US $ 150 milhões para matar Trump, usando assassinas femininas. Este Relatório de Inteligência Naval “Sorcha Faal”,  provavelmente, está cerca de 80% correto.
 

Além de Trump, os khazarianos, também, estão visando muitas outras pessoas. O grande mestre dos Illuminati Gnósticos, Alexander Romanov, teve de se esconder para evitar de ser assassinado. Este escritor, na semana passada, também, foi informado por um jornalista da TV italiana: “Estou surpreso de que você ainda esteja vivo e continuo olhando nos jornais pelo seu obituário”.
O que eles não percebem é que, neste momento, matar alguém como eu seria como matar o filho que disse que o imperador não tinha roupa depois dele ter falado. Teria, exatamente, o efeito oposto do que eles esperariam neste momento.
Os khazarianos, também, estão ficando cada vez mais descarados e desesperados e tentam iniciar uma 3ª Guerra Mundial.
Na semana passada, Henry Kissinger tentou descontar um título de $ 4,3 quatrilhões, prometendo dar o dinheiro aos asiáticos em troca de proteção para os khazarianos, de acordo com fontes da direita próximas ao Imperador do Japão. O dinheiro iria para a AIIB, o banco BRICS e o Banco Asiático de Desenvolvimento, bem como para os khazarianos, prometeu Kissinger, de acordo com essa fonte. O problema é que Kissinger é um criminoso de guerra e assassino em massa que vem usando de fraude desde o choque de Nixon para manter os khazarianos no controle do dinheiro do mundo.
O que pelo controle dos khazarianos é conhecido como “Global Debt Facility”, não é mais do que uma ilusão da escravidão babilônica pela dívida, usada para escravizar a humanidade. Acima do “Global Debt Facility”, que é baseado em nada, está o “Global Credit Facility”, que é apoiado por ativos reais, notadamente o ouro asiático. Assim, enquanto o AIIB, o banco BRICS e o BAD são instituições louváveis, eles não precisam continuar a funcionar sob a escravidão por divida khazariana, sendo totalmente apoiados pelo novo sistema financeiro.
Este sistema está evoluindo através de crypto-moedas, ouro e através de um contínuo boicote da economia do mundo real aos fraudulentos instrumentos financeiros khazarianos.
Quando o último enredo de Kissinger para obter dinheiro falhou, ele e seus colegas khazarianos tentaram fazer com que seus satanistas da Arábia Saudita, iniciassem a 3ª Guerra Mundial ameaçando invadir o Catar. Na semana passada, Donald Trump provou ao mundo que ele não estava realmente no governo dos EUA, primeiramente ao louvar as ameaças sauditas contra o Catar num tweet, apenas para, no dia seguinte, ser forçado pelos  militares dos EUA a dar uma volta de 180 graus.
Além disso, os turcos imediatamente desdobraram tropas para defender o Catar, demonstrando que o maior poderio militar do Oriente Médio é controlado por muçulmanos e não pelos pseudomuçulmanos, salafistas satanistas.
A inteligência militar chinesa, também, informou os EUA sobre o cenário montado pelos khazarianos para uma guerra envolvendo a Coréia do Norte. De acordo com este cenário, antes da guerra, a família governante Kim seria evacuada para o norte da China. Os coreanos, então, iriam provocar os EUA numa suposta invasão americana à Coréia do Norte, organizando um ataque de estilo kamikaze contra os porta-aviões dos EUA na região. Uma vez que os americanos invadissem a Coréia do Norte, uma grande campanha para enfraquecer suas forças através do desgaste começaria. No final, os norte-coreanos detonariam suas próprias armas nucleares dentro da Coréia do Norte, para que os chineses viessem publicamente a culpar os americanos.
Os chineses, então, tentariam obter apoio dos países asiáticos e europeus, agindo como corretores da paz e tentando negociar o fim da guerra. O Exército Chinês do Distrito Norte é um dos mais poderosos do país e em sua maioria é formado por guerreiros mongóis, manchus e coreanos, dizem as fontes chinesas.
Escusado será dizer que este cenário foi tornado impossível, graças as comunicações de alto nível entre os EUA e as agências militares e de inteligência chinesas.
No Japão, a situação, também, está ficando muito ruim para os khazarianos. Embora o Parlamento escravo conseguisse aprovar uma lei, para que o Imperador renunciasse dentro de 3 anos, será fim de jogo para eles, antes que tenham a chance de instalar um imperador de procuração. A grande maioria das facções subterrâneas japonesas, agora, está pronta para remover os procuradores dos khazarianos. Representantes da Sociedade do Dragão Branco, recentemente, tiveram reuniões com líderes de várias facções e concordaram em formar uma aliança com o objetivo de tornar o Japão um país independente mais uma vez, desde 1863.
Uma vez que o Japão seja libertado, somente a Alemanha, a França, a Itália, Israel e a Arábia Saudita permanecerão sob o controle da máfia khazariana.
Este pode ser um bom momento para lembrar ao povo judeu que eles nunca fugiram da Babilônia e que a queda da máfia khazariana significará que eles, verdadeiramente, serão livres pela primeira vez, em milhares de anos. Os israelenses serão livres para fazer a paz com suas vizinhanças e reconstruírem seu templo, quando abandonarão a Abóbada da Rocha Intacta. Além disso, precisam deixar claro para o mundo que o Templo será dedicado a Javé e não a satanás. Um templo em que sacrifícios humanos ou de animais não mais serão permitidos.
Não tenham dúvida de que a humanidade triunfará.
 
 
Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

E aí gostou? Deixe um comentário, será muito apreciado...